MMX reconhece perda de R$ 153,8 milhões em Corumbá

Em julho, a companhia anunciou a suspensão da produção de minério de ferro em unidade do Mato Grosso do Sul

MARIANA DURÃO, Agência Estado

14 de agosto de 2013 | 19h32

RIO - A MMX, do grupo EBX, informou ao mercado o reconhecimento de uma perda de R$ 153,8 milhões dos ativos da Unidade Corumbá, no Mato Grosso do Sul, nas informações trimestrais do segundo trimestre.

Segundo a companhia, as "informações adicionais acerca desta decisão, bem como seus desdobramentos contábeis, encontram-se nas ITRs relativas ao 2º trimestre de 2013 disponibilizadas ao mercado também nesta data".

A MMX realizou na manhã desta quarta-feira uma reunião com os membros do Conselho de Administração para comunicar a perda contábil. A reunião foi presidida por Eike Batista, controlador da companhia.

Em 4 de julho a companhia comunicou a suspensão da produção de minério de ferro na unidade Corumbá por um período de seis meses, a partir daquele mês.

Tudo o que sabemos sobre:
MMXCorumbá

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.