MMX registra prejuízo de R$ 1,2 bi no terceiro trimestre

MMX registra prejuízo líquido de R$ 1,2 bilhão no 3T13, alta de 1.106% ante 3tri12 JÁ NO EMPRESA E SETORES -

EULINA OLIVEIRA, Agencia Estado

29 de novembro de 2013 | 21h48

, 29 -

A MMX Mineração e Metálicos, do Grupo EBX, do empresário Eike Batista, informou na noite desta sexta-feira, 29, que registrou prejuízo líquido de R$ 1,206 bilhão no terceiro trimestre de 2013, aumento de 1.106% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o resultado negativo foi de R$ 100,114 milhões. Em relação ao segundo trimestre deste ano, quando foi verificada perda de R$ 451,169 milhões, o prejuízo de julho a setembro deste ano cresceu 168%.

Segundo a companhia, os principais eventos que contribuíram para esse resultado foram o impacto negativo por conta do reconhecimento de multa e "take or pay" com a Usiminas no valor de R$ 113,4 milhões; o impacto negativo no valor de R$ 79,2 milhões relativos ao ajuste a valor presente da expectativa do fluxo de pagamento dos royalties aos detentores dos títulos de remuneração variável; e o impacto negativo por conta do reconhecimento de redução do valor recuperável

dos ativos de Serra Azul e direitos minerários de Bom Sucesso no valor total de R$ 913 milhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) consolidado no terceiro trimestre deste ano ficou negativo em R$ 983,280 milhões, ante Ebitda positivo de R$ 40,711 milhões em igual etapa de 2012. No critério ajustado, o Ebitda ficou negativo em R$ 69,780 milhões, ante número positivo de R$ 47,097 milhões na comparação anual.

Tudo o que sabemos sobre:
MMXprejuízo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.