MMX também vai utilizar contrato trimestral de minério

O empresário Eike Batista disse que a mineradora MMX Mineração e Metálicos acompanhará as mineradoras globais e estabelecerá contratos de fornecimento trimestrais baseados nos preços do minério de ferro do mercado à vista, abandonando o sistema de negociação anual. Em entrevista concedida à agência Dow Jones e ao The Wall Street Journal, Batista afirmou que essa decisão aplica-se à parceira chinesa na MMX, a Wuhan Iron & Steel, que recentemente adquiriu uma participação de 21,5% na MMX, por US$ 400 milhões.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

31 de março de 2010 | 10h19

Batista afirmou que as siderúrgicas chinesas querem "oferta garantida", assegurando ainda que, apesar de sua decisão de acompanhar as negociações estabelecidas pelas maiores mineradoras, a MMX e a Wuhan possuem uma "ótima relação".

O mercado de minério de ferro está extremamente apertado, disse Batista, prevendo que levará entre "quatro e cinco anos para que a oferta atenda a demanda". A mesma relação vale para o cobre, acrescentou o empresário. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.