Moody's rebaixa Oi e Telemar perde grau de investimento

A agência de classificação de risco Moody''s rebaixou os ratings da empresa de telecomunicações brasileira Oi para "Baa3" de "Baa2" na escala global e para "Aa1.br" de "Aaa.br" na escala nacional. Ao mesmo tempo, a Moody''s rebaixou os ratings da Telemar Participações, holding da Oi e controladora de 56% de suas ações ordinárias, para "Ba1" de "Baa3" na escala global e para "Aa2.br" de "Aa1.br" na escala nacional.

SERGIO CALDAS, Agencia Estado

31 Outubro 2012 | 12h01

Enquanto a Oi manteve a classificação de grau de investimento, a Telemar caiu para grau especulativo. A Oi também é classificada como grau de investimento pela Standard & Poor''s e Fitch.

Os rebaixamentos, que afetam cerca de US$ 6,8 bilhões em dívida, foram atribuídos à alavancagem elevada da Oi e ao fato de que a empresa deverá demorar mais do que a Moody''s previa inicialmente para reduzir seu endividamento.

A Moody''s disse ainda que poderá voltar a rebaixar a Oi se os esforços da empresa para reduzir sua alavancagem, por meio de vendas de ativos e outras iniciativas, não tiverem sucesso nos próximos 12 a 18 meses. A agência de classificação de risco também retirou o rating "Baa2" da Telemar Norte Leste, uma subsidiária integral da Oi.

A perspectiva sobre os ratings da Oi e Telemar, cuja revisão teve início em 16 de agosto, é negativa.

Às 11h40 (de Brasília), as ações ordinárias da Oi caíam 2,23%, a R$ 9,66, na Bovespa, enquanto os papéis preferenciais da empresa recuavam 2,16%, a R$ 8,17.

Mais conteúdo sobre:
OiTelemarratingsMoody's

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.