Moody’s rebaixa rating do Bank of America de A2 para Baa1

Segundo a agência, menor possibilidade de o governo americano ajudar banco, caso seja necessário, foi motivo do rebaixamento

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

21 de setembro de 2011 | 14h08

A agência de classificação de risco Moody's rebaixou nesta quarta-feira, 21, os ratings de crédito de curto e de longo prazo do Bank of America, citando "o declínio na possibilidade de o governo dos EUA auxiliar o banco caso seja necessário". A agência também rebaixou o rating de crédito de longo prazo doWells Fargo e o de curto prazo do Citigroup, apresentando a mesmajustificativa.

Num comunicado, a agência diz que embora "as instituições financeiras de importância sistêmica" possivelmente recebam auxílio se precisarem, "também é mais provável um banco ser deixado para falir agora do que durante a crise financeira se esse banco tornar-se problemático, já que os riscos de contágio ficaram menos agudos".

O rating de crédito de longo prazo do Bank of America foi rebaixado em dois graus, de "A2" para "Baa1", e o rating de curto prazo foi reduzido para P-2, de P-1. Às 13h57 (de Brasília), as ações do Bank of America caíam 5,07%.

Por volta das 14h20 (de Brasília), as ações do Citigroup subiam 0,04%, enquanto as do Wells Fargo avançavam 0,77%. Os papéis do Bank of America caíam 4,49%. As informações são da Dow Jones.

(Texto atualizado Às 14h31)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.