Moody's rebaixa ratings de Citigroup e Wells Fargo

A agência de classificação de risco Moody''s rebaixou o rating (nota) de crédito de longo prazo do Wells Fargo e o de curto prazo do Citigroup, afirmando que esses bancos têm menos chances de serem socorridos pelo governo dos Estados Unidos atualmente se ficarem perto da falência.

GUSTAVO NICOLETTA, Agencia Estado

21 de setembro de 2011 | 14h49

A Moody''s já havia rebaixado, mais cedo, os ratings de curto e de longo prazo do Bank of America, apresentando a mesma justificativa.

Em um comunicado, a agência diz que embora "as instituições financeiras de importância sistêmica" possivelmente recebam auxílio, se precisarem, "também é mais provável um banco ser deixado para falir agora do que durante a crise financeira, se esse banco tornar-se problemático, já que os riscos de contágio ficaram menos agudos".

Por volta das 14h20 (de Brasília), as ações do Citigroup subiam 0,04%, enquanto as do Wells Fargo avançavam 0,77%. Os papéis do Bank of America caíam 4,49%. As informações são da Dow Jones.

A agência de classificação de risco Moody''s rebaixou os ratings de crédito de curto e de longo prazo do Bank of America, citando "o declínio na possibilidade de o governo dos Estados Unidos auxiliar o banco, caso seja necessário".

Tudo o que sabemos sobre:
Wells FargoCitigroupMoody'srating

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.