Moody’s também avalia nota de risco da Grécia

O plano anunciado ontem inclui uma possível troca de dívida que as agências de rating classificam como default (calote)

Agência Estado,

22 de julho de 2011 | 11h42

A agência de classificação de risco Moody's Investors Service informou que está avaliando o novo plano oferecido pelos líderes europeus para a Grécia. Depois disso, fará um comentário público sobre qualquer implicação para do pacote sobre a nota de credibilidade do país.

O plano anunciado ontem inclui uma possível troca de dívida que as agências de rating classificam como default (calote). Mais cedo, a Fitch Ratings já colocou a Grécia em classificação de 'default restritivo'. Isso significa que, na interpretação da agência, o governo grego e a União Europeia promoveram um calote parcial das dívidas soberanas do país ao anunciar o programa de socorro de € 158 bilhões.

A classificação não era admitida em público, mas já era esperada pelas lideranças políticas. Nas últimas semanas, todas as três maiores agências de classificação de riscos do mundo - Standard & Poor's, Moddy's e Fitch - haviam advertido governos e investidores privados de que qualquer descumprimento dos prazos de pagamento e dos valores dos bônus seria considerado um default de fato (calote).

Pelo acordo selado pela UE na noite de ontem, o valor da ajuda chegará total de € 158 bilhões. Entre as medidas, estão um aporte de € 109 bilhões em recursos do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (Feef) e do Fundo Monetário Internacional (FMI), que se soma a um corte na dívida de 37 bilhões até 2014, pela contribuição direta e voluntária dos credores.

O pacote se completa com € 12 bilhões, que serão usados na recompra de obrigações gregas. Em cerca de 10 anos, a contribuição do setor privado será de 135 bilhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.