Morgan Stanley corta previsão de vendas de veículos nos EUA

O Morgan Stanley reduziu sua projeção de vendas de veículos nos Estados Unidos em 2012 em cerca de 3 por cento e cortou as estimativas de lucro por ação do setor norte-americano diante de um desempenho de vendas mais fraco que o esperado naquele país e na Europa.

Reuters

20 de julho de 2012 | 13h24

O banco espera agora que as vendas de veículos nos EUA somem 14,4 milhões de unidades este ano, contra projeção anterior de 14,8 milhões. Em 2011, o mercado norte-americano registrou vendas de 12,8 milhões de veículos.

O ritmo das vendas de veículos nos EUA no segundo trimestre ficou pouco abaixo do esperado por analistas, segundo o Morgan Stanley. A taxa anualizada de vendas no período caiu para 14,1 milhões, ante 14,5 milhões nos três primeiros meses do ano.

A performance decepcionante, aliada à queda nas vendas e de preços na Europa, "lançou uma sombra" sobre os resultados financeiros do setor durante o segundo semestre deste ano, segundo o banco.

A depreciação do dólar contra o euro e uma desaceleração das vendas em importantes mercados emergentes como a China também devem prejudicar os resultados.

O Morgan Stanley cortou suas previsões de lucro por ação de praticamente todas as montadoras norte-americanas cobertas pela instituição.

O banco diminuiu o panorama de lucro por ação da General Motors em mais de 10 por cento, para 3,40 dólares. Em média, analistas de Wall Street esperam ganho de 3,25 dólares por ação da GM, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

Enquanto isso, o Morgan espera lucro por ação da Ford de 1,26 dólar, abaixo da previsão anterior, de 1,30 dólar por papel.

Tudo o que sabemos sobre:
AUTOSMORGANVENDASCARROSEUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.