AMANDA PEROBELLI/ESTADAO
AMANDA PEROBELLI/ESTADAO

Moving vai ligar leiloeiro de imóveis a comprador

Plataforma de negociação de imóveis, da qual o Grupo Estado é sócio, terá serviço para aproximar consumidor de oportunidades oferecidas por bancos

O Estado de S.Paulo

24 Março 2018 | 05h00

A Moving – plataforma digital de compra, venda e aluguel de imóveis – se prepara para lançar, em até dois meses, um serviço para conectar pela internet leiloeiros de imóveis e compradores, em um modelo conhecido no mercado como marketplace. O projeto será desenvolvido em parceria com os bancos de varejo. 

“Nosso objetivo é desmistificar o tema ‘leilão de imóveis’ e aproximar o consumidor final das boas oportunidades que os bancos oferecem”, afirma o sócio-fundador da Moving, Ado Fonseca. A empresa tem o Grupo Estado entre seus sócios.

O serviço fará parte do site da Moving Imóveis (movingimoveis.com.br), que reúne ofertas de imobiliárias de todo o País, e dará visibilidade aos imóveis leiloados.

“Queremos manter todos os leiloeiros. Fazemos um paralelo com o setor imobiliário: imagine um mundo onde não existe um portal e as imobiliárias têm de trabalhar isoladamente. Não seria produtivo ter de procurar os imóveis de forma individual. Por isso, surgiram os portais imobiliários, que reúnem as ofertas. Queremos fazer o mesmo no mercado de leilões”, acrescenta Fonseca.

A Moving tem hoje 1,2 milhão de imóveis cadastrados e deverá chegar a 2 milhões no próximo ano, com expansão comercial em todo o País. 

Hoje, a companhia tem clientes em todas as regiões do Brasil, mas o contato com as imobiliárias é feito por meio do escritório de São Paulo. 

Em setembro de 2017, a Engebanc, empresa de avaliação de imóveis e gerenciamento de obras, fez um aporte na Moving. Com o negócio, representantes da Moving passarão a estar nos escritórios da Engebanc espalhados por 26 cidades, atendendo de forma direta imobiliárias e incorporadoras.

Após a transação entre as empresas, a Moving passou a desenvolver uma ferramenta que permite ao consumidor saber o valor pelo qual um imóvel foi negociado. “Os portais costumam trazer o preço pedido pelo vendedor, mas não o de venda. Como a Engebanc tem uma grande base de dados, vamos trazer informações mais próximas do preço do mercado”, destaca Fonseca. O serviço estará disponível no fim de junho.

Crédito. A empresa ainda passará a oferecer uma ferramenta de avaliação de crédito, com a qual o cliente poderá, no próprio site da Moving, saber se o preço de determinado imóvel está dentro de seu orçamento. 

“Existe hoje muito simulador de crédito no mercado, mas a Moving já vai mostrar ao comprador aquilo que ele realmente pode comprar”, diz o fundador da empresa. 

Lançada em 2012, a Moving passou a ter o Grupo Estado como sócio em 2015. 

Mais conteúdo sobre:
startupimóvelleilão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.