Não é o momento para apertar a política monetária, diz Fed de Los Angeles

Presidente do escritório regional do BC dos EUA afirmou que 'a economia está operando bastante abaixo do potencial e a inflação está contida'

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

23 de março de 2010 | 16h46

A presidente do Federal Reserve de San Francisco, Janet Yellen, afirmou durante um discurso na prefeitura de Los Angeles não acreditar que "este seja o momento para apertar a política monetária". Ela acrescentou que a política atual é "acomodatícia" e "apropriada, porque a economia está operando bastante abaixo do potencial e a inflação está contida".

 

Yellen disse que espera, na melhor das hipóteses, uma recuperação econômica gradual e uma redução vagarosa nos níveis de desemprego, fatores que justificam a política monetária mais frouxa, mas alertou que "conforme a recuperação tornar-se consistente e a produção econômica se aproximar do potencial, chegará o momento em que será apropriado aumentar os juros de curto prazo."

 

Embora Yellen não possua direito a voto no Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) atualmente, suas avaliações sobre a economia estão sendo acompanhadas com mais atenção pelo mercado porque a Casa Branca mostrou interesse em nomeá-la como vice-presidente do conselho do Federal Reserve. O atual vice-presidente do Fed, Donald Kohn, deve deixar o cargo no final de junho.

 

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
política monetriajuroFed

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.