Nasdaq estuda oferta pela NYSE, diz ‘WSJ’

Segundo o jornal, Nasdaq está se esforçando para encontrar um parceiro e conseguir sobreviver à onda de consolidação das bolsas

Danielle Chaves, da Agência Estado,

23 de fevereiro de 2011 | 11h02

Uma semana depois de a NYSE Euronext anunciar um acordo de fusão com a Deutsche Boerse, a Nasdaq está se esforçando para encontrar um parceiro e conseguir sobreviver à onda de consolidação do setor, como informa o Wall Street Journal.

Segundo fontes, o executivo-chefe da Nasdaq, Robert Greifeld, está avaliando se pode concorrer com a Deutsche Boerse para comprar a NYSE. Se decidir que não pode fazer uma oferta concorrente forte, a Nasdaq tentará comprar outra operadora de bolsa ou será posta à venda, para evitar ser marginalizada por acordos entre outras empresas do setor.

A Nasdaq está, segundo fontes, explorando uma oferta conjunta pela NYSE com potenciais parceiros, como o CME Group e a IntercontinentalExchange Inc. (ICE). Aparentemente a ICE está mais aberta a negociações com a Nasdaq do que o CME, mas um acordo está longe da realidade, disseram as fontes.

Caso isso não dê certo, uma alternativa à NYSE seria a compra do CBOE Holdings. Pessoas próximas ao assunto dizem que o CBOE está aberto a potenciais compradores. No entanto, existem receios de que o baixo preço das ações da Nasdaq em relação a seus ganhos torne difícil para a empresa pagar o alto preço com que é avaliado o CBOE.

Outra opção seria a venda da própria Nasdaq, mas isso também enfrenta obstáculos. Tanto a ICE quanto o CME demonstram pouco interesse. "A Nasdaq é mais interessante estrategicamente como um provedor de tecnologia", segmento em que possui uma grande fatia de mercado, comentou Ed Ditmire, analista da Macquarie Securities. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
NYSEbolsaDeutsche BoerseNasdaq

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.