Natura entra com recurso contra multa ambiental

A fabricante de cosméticos Natura afirmou nesta quinta-feira que irá apelar uma multa de quase 21 milhões de reais determinada pelo Ibama, sob a acusação de uso impróprio de material genético nativo ao Brasil.

REUTERS

23 de dezembro de 2010 | 17h42

A Natura disse que foi notificada pelo Ibama no início de novembro, mas não deu detalhes sobre o material genético citado pela agência.

Autoridades ambientais planejam ampliar medidas contra empresas que criam patentes sobre produtos fabricados com plantas raras e animais sem compensar de forma adequada o país ou as comunidades indígenas onde os materiais foram encontrados.

"A empresa entrará com um recurso contra todos os processos legais, porque tem certeza que cumpriu todos os princípios básicos da Convenção de Diversidade Biológica", disse a Natura em comunicado.

A companhia disse ainda que as regras existentes sobre o uso de espécies locais não protegem adequadamente os direitos das comunidades e não promovem a pesquisa e o desenvolvimento científico, ecoando as críticas de ativistas e pesquisadores que defendem regras melhores.

(Reportagem de Brian Ellsworth)

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASNATURARECURSO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.