Natura espera crescimento menor do setor em 2011

O setor de cosméticos deve crescer a taxas um pouco menores neste ano do que em 2010, mas ainda assim deve registrar um desempenho forte. A estimativa é de Roberto Pedote, vice-presidente de Finanças da Natura, que participa na noite de hoje da cerimônia de premiação do Destaque Agência Estado Empresas 2011, relativo ao ranking 2010, elaborado em parceria com a Economatica. "Este ano está um pouco mais fraco, mas ainda é prematuro fazermos previsões. O que sabemos é que historicamente o segmento é resistente a impactos econômicos", afirmou.

SILVANA MAUTONE, Agencia Estado

28 de junho de 2011 | 21h38

Segundo Pedote, por mais que produtos como cosméticos possam parecer supérfluos, os dados mostram que eles não são os primeiros a serem cortados pelo consumidor em momentos de restrição de crédito. "E quem ascende de renda e passa a consumir novos produtos, resiste a deixar de comprá-los", afirma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.