Navio-sonda da Queiroz Galvão Òleo e Gás chega ao País

A QGOG Constellation anunciou que chegou ao Brasil, em 25 de agosto, o navio sonda Amaralina Star, que será operado pela Queiroz Galvão Óleo e Gás (QGOG), uma de suas subsidiárias. Conforme o comunicado divulgado nesta segunda-feira a unidade foi projetada para operar em águas ultraprofundas, em lâminas d''água de até 3.000 metrps e poços de até 12.000 metros de profundidade, com capacidade para atuação na área do pré-sal.

AE, Agencia Estado

27 de agosto de 2012 | 11h25

Ainda segundo o comunicado, "o Amaralina Star foi construído com o mais alto padrão tecnológico e contribuirá para a expansão e diversificação da expertise em perfuração em águas ultraprofundas da QGOG".

"É um equipamento de ponta e com significado especial para nossa empresa, por ser o primeiro navio-sonda que vamos operar, expandindo o nosso know-how na área de operações offshore", explicou, na nota, Leduvy Gouvea, diretor-geral da QGOG.

O Amaralina Star foi construído pelo estaleiro Samsung Heavy Industries, na Coreia do Sul, assim como o navio-sonda Laguna Star, também da QGOG Constellation, atualmente em construção, e a ser também operado pela QGOG.

As duas unidades estão afretadas para a Petrobras em um contrato de seis anos de duração, com opção de renovação por mais seis anos. Os serviços de perfuração serão de responsabilidade da QGOG.

Tudo o que sabemos sobre:
QGOGnavio-sonda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.