Negociações entre Vale e Xstrata chegam a impasse--fonte

Uma disputa sobre direitos de mercadodetidos pelo maior acionista da Xstrata está ameaçando umapossível compra da empresa pela Vale por cerca de 90 bilhões dedólares, disse uma fonte próxima à situação nesta quinta-feira. Ambas as partes chegaram a um impasse sobre as demandas daoperadora suíça de commodities Glencore, que detém 35 por centoda Xstrata, sobre uma expansão dos direitos de mercado na novaempresa, acrescentou a fonte, que pediu para não seridentificada. A Glencore possui uma série de lucrativos contratos delongo prazo para vender uma ampla parte da produção da Xstratae quer mais espaço se a Vale comprar a empresa, completou. "Se isso não for resolvido, não haverá muito sobre o quefalar", disse a fonte. As negociações já avançaram na questão do preço, com osdois lados mais ou menos satisfeitos com um valor de cerca de45 libras por ação, segundo a fonte. Um analista europeu que não quis ser identificado afirmouser provável que os dois lados ainda cheguem a um acordo, "A combinação realmente faz sentido, porque estamos falandode negócios bastante complementares", disse ele. A Vale, maior produtora de minério de ferro do mundo,informou em 21 de janeiro estar em conversações com a Xstratasobre uma possível aquisição. NEGOCIAÇÕES A união das duas empresas diversificaria a atuação da Vale,aumentando sua presença nos mercados de cobre e níquel. As negociações têm sido agitadas e há cerca de duas semanasfontes próximas à situação disseram que tudo estava perto deacabar porque os dois lados não conseguiam chegar a um acordosobre o preço. Uma mudança para melhor no panorama dos preços dos metais,nas últimas semanas, e os acordos sobre os preços para ominério de ferro ajudaram a fazer com que os dois lados seaproximassem nessa área, disseram analistas. A Vale, maior produtora mundial de minério de ferro, fechouacordos com siderúrgicas asiáticas e européias neste mês paraelevar em 65 e 71 por cento seus preços dos minérios de ferro. Como o minério de ferro responde por 40 por cento do fluxode caixa da Vale, o acordo deu confiança à empresa para queelevasse sua oferta informal, que estava entre 40-42 libras,disseram analistas. Eles estimaram que o aumento nos preços dominério resultaria em 10 bilhões de dólares adicionais da rendaanual para a Vale. Além do papel de domínio da Vale no minério de ferro, aaquisição criaria a maior mineradora de níquel do mundo,ultrapassando a russa Norilsk Nickel . A Vale já garantiu empréstimos de 50 bilhões de dólaresjunto a um grupo de oito bancos --Santander, HSBC, BNP Paribas,Lehman Brothers, Credit Suisse, Citigroup, Calyon e Royal Bankof Scotland, disse uma fonte próxima ao financiamento. (Reportagem adicional de James Regan em Sydney) REUTERS CM DL

ERIC ONSTAD, REUTERS

28 de fevereiro de 2008 | 10h58

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIAVALEXSTRATA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.