Negócios com ações da Cimpor, alvo da CSN, são suspensos

O órgão regulador do mercado acionário de Portugal (CMVM) decidiu suspender a negociação com ações da cimenteira Cimpor, alvo de aquisição pela Companhia Siderúrgica Nacional.

REUTERS

13 Janeiro 2010 | 10h28

"A CMVM espera informação relevante", afirmou um porta-voz do órgão.

A CSN anunciou em dezembro uma oferta de aquisição da Cimpor, maior produtora de cimento de Portugal. O oferta foi rejeitada pelo conselho de administração da cimenteira na semana passada.

Para o conselho, a oferta da companhia brasileira é hostil e subavalia de maneira significativa a companhia portuguesa. A proposta da CSN é avaliada em 3,86 bilhões de euros (5,6 bilhões de dólares).

Sob as regras de Portugal, o próximo passo formal no processo de oferta de aquisição é o registro oficial da proposta junto ao órgão regulador.

Analistas têm afirmado que uma série de outras companhias brasileiras, incluindo o grupo Camargo Corrêa, podem também estar considerando ofertas pela Cimpor.

As ações da cimenteira portuguesa exibiam alta de 0,08 por cento, a 6,4350 euros, antes de serem suspensas. A CSN lançou a oferta a um preço de 5,75 euros por ação da Cimpor.

(Por Shrikesh Laxmidas)

Mais conteúdo sobre:
EMPRESASCIMPORACOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.