New Holland prevê alta de 20% das vendas este ano

As vendas de tratores e colheitadeiras devem crescer 20% no Brasil em 2010, de acordo com previsão feita hoje por executivos da New Holland, na Agrishow, em Ribeirão Preto (SP). Os motivos são a retomada nas vendas de máquinas de média e alta potência, bem como a manutenção de programas públicos de incentivo às compras de tratores e implementos de baixa potência. "Após a crise iniciada em 2008, houve a retomada no crescimento já no ano passado, tendência que deve seguir em 2010", disse Luiz Feijó, diretor comercial da New Holland no Brasil.

GUSTAVO PORTO, Agencia Estado

27 de abril de 2010 | 14h18

No ano passado, o mercado de tratores vendeu 43 mil unidades, com 24% de participação da New Holland. Já as vendas de colheitadeiras somaram 3,7 mil, 33% destas da companhia do Grupo Fiat. Ainda segundo Feijó, as vendas de tratores pequenos, abaixo de 100 cavalos (cv), e grandes, acima de 100 cv, devem voltar a ter um equilíbrio no volume, que tradicionalmente é de 50% para cada faixa. No auge da crise, quando surgiram os programas públicos de incentivo para a compra de pequenos tratores, o porcentual para essa faixa chegou a 80%.

Apesar da queda na participação sobre as vendas totais, o mercado de tratores de menor porte deve seguir aquecido, de acordo com Francesco Pallaro, vice-presidente para a América Latina da New Holland, graças às notícias recentes do governo federal de tornar permanente o programa "Mais Alimentos" e da prorrogação do Programa de Sustentação do Investimento (PSI), cujas linhas de financiamento, hoje em 4,5% ao ano, devem subir para 5,5% a partir de julho.

Pallaro evitou criticar o aumento na taxa de financiamento das máquinas de menor porte, bem como a possibilidade de elevação dos juros para as de maior potência diante da tendência de aumento este semana da taxa Selic, hoje em 8,75% ao ano. "Isso já era esperado e não vai influenciar a decisão de nossos investimentos, que é tomada por uma questão mais macro", disse o executivo.

Entre os equipamentos apresentados pela New Holland na Agrishow, o destaque é a colheitadeira CR 9060, produzida pela companhia no recém-inaugurado complexo industrial de Sorocaba (SP), no qual a companhia investiu R$ 1 bilhão.

Tudo o que sabemos sobre:
agronegóciomáquinasNew Hollans

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.