Shannon Stapleton/Reuters
Shannon Stapleton/Reuters

New York Times fecha acordo para comprar site de notícias esportivas por US$ 550 milhões

O site The Athletic tem 1,2 milhão de assinantes e pode ajudar o jornal americano a atingir a meta de 10 milhões de assinantes antes de 2025

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de janeiro de 2022 | 18h06

O New York Times fechou um acordo de US$ 550 milhões com o site de notícias The Athletic. O site esportivo tem 1,2 milhão de assinantes e pode ajudar o jornal a atingir a meta de 10 milhões de assinantes antes do previsto, que era em 2025. No fim do terceiro trimestre de 2021, período entre julho e setembro, o jornal tinha 8,4 milhões de assinantes.

A aquisição não foi confirmada pelo New York Times em uma reportagem sobre o assunto feita pela redação do próprio NYT, que apurou a história com duas fontes ligadas ao acordo. 

Em esforços de crescimento, o jornal americano comprou os sites The Wirecutter e The Sweethome por US$ 30 milhões de dólares, em 2016. Já em 2020, o New York Times também comprou a produtora de podcasts "Serial" por US$ 25 milhões de dólares. Ou seja, o acordo com o site The Athletic pode não ser a primeira compra, mas pode ser a maior feita pelo jornal até hoje.

The Athletic

O The Athletic foi fundado em Chicago, em 2016, pelos empreendedores Alex Mather e Adam Hansmann. A proposta é oferecer aos leitores uma cobertura jornalística aprofundada sobre esportes, uma editoria que tem perdido espaço na grande mídia.

O site contratou jornalistas de destaque no cenário de esportes e passou a publicar tanto coberturas sobre os principais jogos de esportes profissionais quanto reportagens longas e podcasts. O The Athletic tem 400 funcionários contratados de um total de 600 colaboradores. O quadro de funcionários deixa o site atrás apenas da ESPN. 

Tudo o que sabemos sobre:
jornalismoThe New York Times

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.