Nippon e Vale fecham pré-acordo para alta de 90% no minério, afirma jornal japonês

Segundo publicação, preço do minério de ferro foi estabelecido em cerca de US$ 105 por tonelada no trimestre entre abril e junho deste ano

Danielle Chaves, da Agência Estado,

29 de março de 2010 | 16h12

A japonesa Nippon Steel e a Vale chegaram a um acordo provisório para estabelecer o preço do minério de ferro em cerca de US$ 105 por tonelada no trimestre entre abril e junho deste ano, aproximadamente 90% acima do valor do ano fiscal de 2009, segundo reportagem do jornal japonês The Nikkei.

 

As negociações sobre preços vão continuar porque as duas partes não estão em total acordo, diz o jornal. A Nippon e a Vale esperam resolver as divergências até o fim do próximo mês e o preço a ser fechado então, será aplicado retroativamente a 1º de abril.

 

O preço final do minério provavelmente vai quebrar o recorde de quase US$ 79 estabelecido no ano fiscal de 2008 e será o primeiro aumento de preços em dois anos. As siderúrgicas provavelmente pedirão às montadoras e outros clientes para aceitarem preços maiores para o aço.

 

A siderúrgica sul-coreana Posco, que conduz as negociações de preço junto com a Nippon Steel, também já aceitou provisoriamente um aumento de 90%.

 

Se o preço do minério de ferro consumido pelo Japão subir 90% em todo o ano fiscal de 2010, a indústria siderúrgica japonesa verá seus custos crescerem 570 bilhões de ienes (US$ 6,15 bilhões) em comparação com o ano fiscal anterior.

 

A Vale propôs um forte aumento nos preços no início deste mês, apoiada no crescimento da demanda em mercados emergentes e na recuperação da produção de aço global. A mineradora também tenta negociar preços trimestralmente, no lugar de uma vez por ano. A Nippon Steel se opõe ao estabelecimento de preços com maior frequência.

 

As siderúrgicas japonesas também já concordaram em comprar carvão de coque por US$ 200 por tonelada de grandes mineradoras no período entre abril e junho, o que representa aumento de cerca de 55% em relação ao ano fiscal de 2009. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Nippon SteelValeminérioferro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.