Nippon Steel pede para CVM investigar Ternium em disputa no conselho da Usiminas

A Nippon Steel afirmou nesta terça-feira que pediu à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para investigar atos do grupo Ternium Techint envolvendo disputa no conselho de administração da Usiminas, maior produtora de aços planos do Brasil.

REUTERS

02 Dezembro 2014 | 16h07

O pedido do grupo japonês, que divide com a Ternium Techint o controle da Usiminas, inclui membros do conselho de administração da siderúrgica indicados pelo grupo ítalo-argentino.

A Nippon Steel afirmou no comunicado enviado à imprensa que considera que "Ternium Techint não age em favor dos melhores interesses da Usiminas".

A rixa entre os dois grupos se tornou pública com a demissão no final de setembro do presidente-executivo da Usiminas e de dois altos executivos indicados pela Ternium Techint.

A demissão dos executivos ocorreu após votação que terminou sendo desempatada pelo presidente do conselho da Usiminas, Paulo Penido, indicado pelo grupo Nippon.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Mais conteúdo sobre:
SIDERURGIAUSIMINASNIPPON*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.