Nissan planeja elevar participação de joint venture na China

A parceira da Nissan na joint venture é a chinesa Dongfeng Motor Group

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

20 de setembro de 2010 | 13h21

A Nissan Motor planeja elevar a participação de mercado da sua principal joint venture na China, para 10%, dos atuais 6%, à medida que procura abrir mais fábricas no país, afirmou o executivo-chefe da montadora japonesa, o brasileiro Carlos Ghosn. A parceira da Nissan na joint venture é a chinesa Dongfeng Motor Group.

Segundo reportagem do Wall Street Journal, o executivo disse que a joint venture entre a Nissan e a Dongfeng, conhecida como Dongfeng Motor, "não consegue fabricar veículos suficientes na China". Segundo Ghosn, o principal desafio da joint venture é "otimizar e a aumentar" sua produção. As declarações de Ghosn foram feitas em uma coletiva de imprensa em Zhengzhou, capital da província de Henan.

Ele não revelou, contudo, o prazo para a conclusão do plano.

A Dongfeng Motor abriu nesta segunda-feira uma nova fábrica em Zhengzhou, sua quarta instalação de montagem de veículos na China.

A nova fábrica, que recentemente começou a produção piloto do Nissan X-trail e do utilitário esportivo Qashqai, foi projetada para produzir 180 mil veículos por ano, disse a empresa.

Junto com uma fábrica de veículos comerciais existente em Zhengzhou, a Dongfeng Motor será capaz, em breve, de produzir um total de 240 mil veículos por ano. A empresa informou que investiu 1 bilhão de yuans (US$ 148,9 milhões) na nova instalação, que vai gerar 1.400 empregos até o final deste ano.

As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
Nissanjoint ventureChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.