Nível de emprego na zona do euro cai 0,1% no 3º trimestre

Na Alemanha, porém, o nível de emprego registrou aumento trimestral de 0,2%,

Álvaro Campos e Danielle Chaves, da Agência Estado,

15 de dezembro de 2011 | 08h43

A Eurostat, agência de estatísticas da União Europeia, divulgou hoje que o número de pessoas empregadas nos 17 países da zona do euro caiu 0,1% no terceiro trimestre, para 146,9 milhões, de 147 milhões no segundo trimestre. Na comparação com o terceiro trimestre do ano passado, houve aumento de 0,2%.

Entretanto, existem diferenças dentro do bloco. Na Alemanha o nível de emprego registrou aumento trimestral de 0,2%, enquanto na Espanha esse número caiu 0,9% e na Eslovênia a retração foi de 0,5%.

Grécia

A taxa de desemprego na Grécia subiu para 17,7% no terceiro trimestre deste ano, de 16,3% no segundo trimestre, informou a Autoridade Helênica de Estatística. No terceiro trimestre do ano passado a taxa estava em 12,4%.

Mais de 35% das pessoas com idade entre 15 e 29 anos estão à procura de emprego no país, acima da proporção de 24,2% no mesmo período do ano passado. A taxa de desemprego na faixa etária de 30 a 44 anos atingiu 16,2%.

Entre as pessoas que procuram emprego há mais de um ano, a taxa de desemprego ficou em 53,2% no terceiro trimestre. A taxa de desemprego para mulheres foi de 21,5% no período de julho a setembro, em comparação com 15% para os homens. As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
Eurostat

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.