Nokia compra a francesa Alcatel-Lucent por € 15,6 bilhões

Com a aquisição, finlandesa busca fortalecer o seu negócio de equipamentos de telecomunicações para competir com a líder de mercado Ericsson

Reuters

15 de abril de 2015 | 08h26

Atualizado às 10h

A Nokia vai comprar a Alcatel-Lucent em um acordo composto exclusivamente de ações que avalia sua rival francesa de menor porte em € 15,6 bilhões (US$ 16,6 bilhões), fortalecendo seu negócio de equipamentos de telecomunicações para competir com a líder de mercado Ericsson.

A aquisição da Alcatel-Lucent pela Nokia redefinirá o setor, que sofre com perspectivas de crescimento fraco e pressão das empresas chinesas de baixo custo Huawei e ZTE.

A companhia combinada terá cerca de 114 mil funcionários e vendas totais de cerca de € 26 bilhões. No setor de equipamentos móveis, ela ficará em segundo lugar, com participação no mercado global de 35%, atrás dos 40% da sueca Ericsson e acima dos 20% da Huawei, segundo a Bernstein Research.


A companhia finlandesa dará a acionistas da Alcatel-Lucent 0,55 ação da companhia combinada para cada uma de suas antigas ações, o que resultará na posse de 33,5% da entidade por acionistas da Alcatel se a oferta pública de aquisição for completamente aceita.

O acordo será finalizado no primeiro semestre de 2016 e espera-se que resulte em € 900 milhões em economias de custos operacionais ao fim de 2019, disseram as empresas nesta quarta-feira.

Os acionistas da Alcatel estavam desapontados, pois esperavam uma oferta parcialmente em dinheiro, enquanto os acionistas da Nokia mostravam alívio, já que o grupo não teve de pagar um preço considerado excessivo, disse um operador.

Mais conteúdo sobre:
NokiaAlcateltelecomunicações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.