Nokia reduz prejuízo com vendas de smartphones

A fabricante finlandesa de celulares Nokia reduziu as perdas no primeiro trimestre deste ano, beneficiada por cortes de custos, vendas mais fortes de smartphones e ganhos maiores de sua unidade de equipamentos de rede.

Agencia Estado

18 de abril de 2013 | 12h48

A Nokia divulgou nesta quinta-feira, 18, que teve prejuízo líquido de 272 milhões de euros entre janeiro e março, ante perda de 928 milhões de euros em igual período de 2012. Analistas previam um prejuízo maior, de 434 milhões de euros.

A Nokia, que no passado liderou a produção mundial de celulares, é hoje um concorrente menor no lucrativo segmento dos smartphones, dominado pela Apple e pela sul-coreana Samsung. Apple e Samsung tiveram uma fatia combinada de 49,8% dos 700 milhões de smartphones vendidos em 2012, segundo a Strategy Analytics. A participação da Nokia no ano passado foi de 5%, ante 15,8% em 2011.

No primeiro trimestre, a Nokia teve vendas líquidas de 5,85 bilhões de euros, ante 7,35 bilhões de euros em igual período do ano passado. Na mesma comparação, os embarques de celulares da empresa caíram para 61,9 milhões, de 82,7 milhões de unidades.

Por outro lado, a Nokia embarcou 5,6 milhões de smartphones da linha Lumia nos três primeiros meses do ano e sua divisão para equipamentos de rede teve lucro operacional de 3 milhões de euros no período, ante prejuízo de 1 bilhão de euros um ano antes. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Nokiabalançoprimeiro trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.