Norte Energia define entrada de Cemig e Light em Belo Monte na terça-feira

Os acionistas da Norte Energia, concessionária do projeto da hidrelétrica de Belo Monte (PA), definirão na terça-feira a saída das empreiteiras da sociedade e a entrada da Cemig e da Light na companhia, informaram à Reuters duas fontes que acompanham de perto as negociações.

LEONARDO GOY, REUTERS

24 de outubro de 2011 | 16h46

Em Assembleia Geral Extraordinária (AGE), os sócios deverão aprovar a ampliação, em 2,5 por cento, da participação da Funcef, fundo de pensão dos funcionários da Caixa Econômica Federal, no empreendimento e a entrada da Cemig e Light.

"As duas empresas formarão uma espécie de Sociedade de Propósito Específico (SPE) para ficar com cerca de 9,7 por cento do projeto", disse uma das fontes.

Estão sendo vendidas as participações de oito empreiteiras que, juntas, possuem cerca de 12,2 por cento do projeto. São elas: Queiroz Galvão e OAS, além de J. Malucelli Construtora, Galvão, Cetenco, Contern, Serveng e Mendes Júnior.

Com isso, a Norte Energia deixará de ter empreiteiras em sua formação societária. O grupo Eletrobras lidera o empreendimento, com 49,98 por cento de participação divididos entre Chesf, Eletronorte e a holding Eletrobras.

A Funcef já havia aprovado em agosto o aumento de sua participação no projeto. Hoje, o fundo de pensão dos funcionários da Caixa Econômica Federal possui, direta e indiretamente, 3,75 por cento da Norte Energia.

No caso da Light e da Cemig, ambas as empresas já haviam informado no início do mês, em comunicados à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que negociavam aquisição de participação no projeto da hidrelétrica no Pará.

Procurada nesta segunda-feira, a assessoria de imprensa da Cemig não comentou a informação sobre a AGE de terça-feira na Norte Energia. A Light não se manifestou até a publicação desta matéria.

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIABELOMONTESOCIOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.