Reprodução/Fiscojus
Reprodução/Fiscojus

Nota fiscal eletrônica já eliminou 10 bilhões de notas de papel

Como as antigas notas de papel eram emitidas em quatro vias, a nota eletrônica eliminou cerca de 42,4 bilhões de folhas de papel em oito anos

O Estado de S. Paulo

11 Dezembro 2014 | 10h45


SÃO PAULO - As notas fiscais eletrônicas já eliminaram a missão de mais de 10,6 bilhões de notas fiscais de papel desde a implantação do sistema em 2006.

Além do benefício para o meio ambiente, as notas eletrônicas também aumentaram a segurança contábil das empresas e reduziram as fraudes tributárias, graças ao uso do certificado digital para a emissão dos documentos.

Como as antigas notas de papel eram emitidas em quatro vias, a nota eletrônica eliminou cerca de 42,4 bilhões de folhas de papel nos últimos oito anos, sem contar as folhas de papel carbono usadas antigamente para duplicar os documentos em várias vias de controle.

"A tecnologia vem melhorando os processos contábeis também com outras ferramentas, como o e-CPF ou o e-CNPJ, que permitem assinar digitalmente qualquer tipo de documento com apenas alguns cliques e na hora e no local mais oportuno", afirma Julio Cosentino, vice-presidente da Certisign, maior certificadora digital do Brasil com 1,4 mil pontos de atendimento.

Precursora da certificação digital na América Latina, a empresa já emitiu ao longo dos seus 18 anos de atividade mais de 6 milhões de certificados digitais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.