Novo Boeing 737 deve consumir até 15% menos combustível

A Boeing notificou outros clientes para informar sobre o plano de atualizar seu modelo 737 com um novo motor, que deve oferecer entre 12 e 15 por cento de economia de combustível e outros benefícios, disse nesta quarta-feira o presidente-executivo da divisão de aviões comerciais da companhia, Jim Albaugh.

REUTERS

20 de julho de 2011 | 13h53

Albaugh relatou também que seus clientes têm exigido jatos mais eficientes em consumo de combustível.

A Boeing deve começar a entregar seus aviões 737 com novo motor, parte da encomenda para a American Airlines, a partir de 2018.

O anúncio oficial do 737 remodelado deve acontecer no outono do hemisfério norte, disse o executivo da fabricante.

A AMR, controladora da American Airlines, anunciou nesta quarta-feira a encomenda de 460 aviões de corredor único da Boeing e da Airbus com entregas a partir de 2013 e indo até 2022. Os aviões são avaliados em até 40 bilhões de dólares.

A AMR vai comprar 200 Boeings 737, com opções para outras 100 unidades. A empresa também vai adquirir 260 Airbus A320, com 365 opções e direitos de compra de aviões adicionais.

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASBOEINGATUALIZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.