Estadão
Estadão

Novo site da Caixa estreia com problemas e irrita clientes

Com investimento de R$ 5 milhões e campanha com atriz global, site travou com alto número de acessos

Murillo Rodrigues Alves, O Estado de S. Paulo

14 de janeiro de 2015 | 22h01

BRASÍLIA - A Caixa Econômica Federal gastou R$ 5 milhões para lançar seu novo portal na internet, mas o acesso ao site nos três primeiros dias apresentou instabilidade, o que motivou a reclamação de clientes em todo o País. A Caixa admite os problemas, mas justifica que são “naturais” na implantação de um novo site. O lançamento do portal foi feito na segunda-feira, dia 12 de janeiro, quando o banco estatal completou 154 anos.

Para desenvolver o novo portal, o banco afirma ter consultado clientes, trabalhadores, beneficiários de programas sociais, apostadores das Loterias, entre outros grupos, para entender quais seriam as prioridades e as expectativas do público em relação ao portal. O site pode ser acessado tanto no computador como em tablets e celulares. Segundo a Caixa, o portal ficou mais simples e objetivo.

Muitos dos clientes, porém, não têm a mesma opinião. Nos primeiros dias, alguns reclamaram por não conseguir acessar o site nem fazer operações via internet banking. “A Caixa mudou radicalmente o site e nada funciona”, registrou um cliente de São Paulo no site Reclame Aqui. Outro cliente de São Carlos (SP) disse que não conseguiu realizar nenhuma operação. “Terei de ir à agência para realizar qualquer transição simples que faria pelo computador.”

A reportagem do Estado não conseguiu acessar o site do banco no primeiro dia. Na terça e na quarta-feira, foi possível acessar a página inicial, mas em outras áreas, como na parte de habitação, houve falhas no acesso.

Na página da Caixa no Facebook, clientes relataram problemas semelhantes. O banco orientou um deles a mudar o navegador e acessar o site usando o Firefox ou o Internet Explorer - o que também foi motivo de críticas por parte dos usuários. A um cliente que relatou não conseguir abrir a área de seguros, a Caixa pediu “um pouquinho de paciência” para “ajustes finais”.

Marketing. Nos últimos dias, a Caixa fez uma grande campanha de divulgação do novo portal. Criada pela Borghi/Lowe - uma das quatro agências que atendem o banco - e estrelada pela atriz Camila Pitanga, a campanha convida as pessoas a conhecer o novo site - o que provavelmente motivou uma grande carga de acesso.

O Estado apurou que, até as 15 horas do dia de estreia do site, foram registrados 3 milhões de acessos - normalmente, o portal recebe 2 milhões de acessos por dia. Foram registrados, na segunda, 200 mil acessos simultâneos. Em dias normais, esse número não passa de 3,5 mil. Segundo a Caixa, antes de liberar o site para todos os clientes, o banco colocou os 100 mil empregados para testá-lo. 

Tudo o que sabemos sobre:
Caixa Econômica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.