Paulo Whitaker/ Reuters
Paulo Whitaker/ Reuters

Nubank prevê pagar R$ 816 milhões a executivos em 2022

Valor será dividido entre membros da diretoria estatuária e do conselho de administração; segundo o banco digital, pagamentos estão sujeitos a metas

Reuters, Reuters

27 de abril de 2022 | 18h09

O Nubank deve pagar R$ 816 milhões em remuneração aos seus principais executivos e aos membros do conselho de administração em 2022, segundo um documento regulatório publicado pelo banco digital.

Segundo o formulário de referência, documento que empresas enviam à B3 e à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), cerca de 804 milhões de reais serão distribuídos entre os oito membros da diretoria estatutária do Nubank.

Outros 11 milhões de reais serão divididos por oito membros remunerados dentre os nove que compõem o conselho de administração do banco digital criado em 2013 e que tem hoje mais de 54 milhões de clientes.

As informações do formulário do Nubank geraram discussões em redes sociais nesta quarta-feira, já que o banco, que fez sua estreia na Bolsa de Nova York em dezembro com uma oferta inicial de ações (IPO) de US$ 2,6 bilhões – que o avaliou em 48 bilhões de dólares na ocasião – teve em 2021 um prejuízo líquido de US$ 165,3 milhõeses.

O valor total da remuneração do Nubank a seus executivos é bastante superior aos 185,3 milhões de reais pagos pelo banco no ano passado. O montante também é maior que os 46,6 milhões de reais em remuneração paga a diretores e conselheiros.

O Itaú Unibanco, maior banco da América Latina e que chegou a ficar com um valor de mercado abaixo do Nubank quando do IPO do banco digital, pagou a seus administradores no ano passado R$ 444 milhões, incluindo opções de ações e remuneração fixa, segundo seu formulário de referência. A remuneração foi dividida entre 45 membros do conselho de administração, diretoria estatutária e conselho fiscal.

Já o Bradesco pagou cerca de R$ 880 milhões em remuneração a membros dos conselhos de administração e fiscal e diretoria em 2021. O banco digital Inter pagou R$ 26,2 milhõess a 27 executivos ano passado.

Ainda de acordo com o documento do Nubank, 96% dos valores pagos aos membros da administração da empresa em 2021 vieram de remuneração variável. Isso refere-se normalmente a opções de ações, instrumento muito usado por empresas de alto crescimento para incentivo aos seus principais sócios.

O Nubank enviou o seguinte posicionamento: “Mais de 85% da previsão de compensação em ações da diretoria estatutária da Nu Holdings em 2022 depende da realização de metas ambiciosas, específicas e sustentadas de preço da ação", acrescentando que "essas ações só serão emitidas para remuneração se níveis pré-determinados do preço da ação forem atingido".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.