Ociosidade na indústria hoje é de 20%, mas tende a crescer

Segundo Anfavea, capacidade atual da indústria é de produzir 4,3 milhões de unidades por ano e a estimativa é de que em 2011 sejam produzidos apenas 3,68 milhões

Silvana Mautone, da Agência Estado,

06 de junho de 2011 | 16h58

A indústria automobilística brasileira trabalha com um nível de ociosidade hoje de 20% que deve crescer quando os US$ 11,2 bilhões em investimentos previstos entre 2010 e 2012 forem concluídos. A afirmação foi feita hoje pelo presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Cledorvino Belini.

Segundo ele, a capacidade atual da indústria é de produzir 4,3 milhões de unidades por ano e a estimativa é que em 2011 sejam produzidos 3,68 milhões. "Quando todos esses investimentos forem concluídos, o Brasil terá capacidade para produzir 5 milhões de veículos por ano", afirmou. De acordo com ele, o patamar atual, de 20%, é "correto", mas passa a ser preocupante à medida que se gera mais capacidade ociosa.

A Anfavea está concluindo um estudo sobre a competitividade do setor, que será apresentado ao governo. Belini disse que o estudo deve ser concluído ainda este mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.