Oferta da Vale gera captação líquida de US$11,45 bi

A Vale informou nesta quinta-feiraque sua oferta global de ações irá gerar recursos totais deaproximadamente 11,45 bilhões de dólares, após descontos desubscrição e comissões. Na noite de quarta-feira, a Comissão de Valores Mobiliáriosdivulgou o preço por ação, ordinária e preferencial, damineradora, que colocou a oferta em 19,434 bilhões de reais, oucerca de 12,2 bilhões de dólares, segundo cotação do dólar nofechamento do mercado na quarta-feira. No mês passado, a Vale havia dito que esperava levantar até14 bilhões de dólares nessa etapa da oferta, e que poderiaalcançar 15 bilhões de dólares se houvesse demanda para um lotesuplementar. A emisssão tem por objetivo o financiamento do plano deinvestimentos de 59 bilhões de dólares da companhia e possíveisaquisições estratégicas, segundo comunicado da Vale na época doanúncio da operação. A companhia divulgou ainda que de sua oferta global de256.926.766 ações ordinárias, 80.079.223 serão na forma deAmerican Depositary Shares (ADSs), e que de 164.402.799 açõespreferenciais, 63.506.751 serão na forma de ADSs, paranegociação nas bolsas estrangeiras. O preço das ADS será de 29,00 dólares ou 18,25 euros porpapel ordinário e 25,00 dólares ou 15,74 euros por açãopreferencial. Segundo a empresa, a previsão é de que a oferta estejafechada até 22 de julho. Às 12h12 (horário de Brasília), as ações preferenciais damineradora recuavam 5,40 por cento, para 40,33 reais, enquantoo Ibovespa cedia 1,59 por cento. As ações ordinárias cediam5,49 por cento no mesmo horário. (Reportagem de Rodolfo Barbosa)

REUTERS

17 de julho de 2008 | 12h18

Mais conteúdo sobre:
SIDERURGIAVALEOFERTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.