OGpar conclui aporte de R$ 125 milhões

A Óleo e Gás Participações (OGpar), antiga OGX, informou na noite de hoje que concluiu o aporte da primeira parte do financiamento DIP ("debtor in possession"), no valor de US$ 125 milhões. Posteriormente, haverá ainda a liberação de uma segunda parcela, de US$ 90 milhões, o que totalizará a injeção de US$ 215 milhões na companhia.

MARIANA SALLOWICZ, Agencia Estado

13 de março de 2014 | 22h01

Documento apresentado hoje pela companhia no seu site de relações com investidores mostra que, com a entrada dessa primeira parte dos recursos, há a previsão de encerrar o mês com US$ 26,7 milhões em caixa. A segunda tranche está prevista para abril, quando, pelas estimativas, terminará com US$ 30,7 milhões em caixa. Ao final de dezembro, o número esperado é de US$ 54,6 milhões. A petroleira de Eike Batista, em recuperação judicial, reforça no documento que tratam-se de projeções.

O aporte estava sujeito a condições predeterminadas, que, segundo a empresa, foram "verificadas ou renunciadas". Uma das principais pendências era a negociação com os "bondholders" da plataforma OSX-3, em operação no campo de Tubarão Martelo, na bacia de Campos (Rio). A empresa chegou a um acordo para baixar o valor do aluguel diário do equipamento. A avaliação é que o custo foi superdimensionado para o real tamanho do campo.

A OSX informou hoje que a taxa diária de afretamento, retroativa a 19 de novembro, passa a ser de US$ 250 mil. O custo anterior era de US$ 370 mil por dia.

Os recursos obtidos com o financiamento DIP serão usados para a quitação do empréstimo-ponte de US$ 50 milhões, anunciado em janeiro, e para financiar parte do capital de giro da empresa, assim como despesas da recuperação judicial. A petroleira também informou que o aporte da segunda tranche permanece sujeita a certas condições, incluindo a aprovação do plano de recuperação judicial pelos credores.

A OGpar também divulgou hoje que a produção de óleo em fevereiro alcançou total de 395,96 mil barris, dos quais 290,4 mil barris refletem a produção do campo de Tubarão Martelo e 105,5 mil barris pertencem à produção campo de Tubarão Azul, em fase de testes. O número corresponde a uma média de 14,1 mil barris de petróleo por dia (bpd).

Tudo o que sabemos sobre:
OGXaporte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.