OGX conclui abertura de poço sem viabilidade comercial

A OGX concluiu a perfuração do poço OGX-24 na Bacia de Santos, nomeado Itagi, e encontrou indícios de hidrocarbonetos nos reservatórios, porém não comerciais. Em comunicado divulgado hoje, a empresa de petróleo e gás do grupo do empresário Eike Batista informa que "apesar da confirmação da existência de um sistema petrolífero ativo nessa região, a ausência de trapa não permitiu a acumulação de hidrocarbonetos no reservatório em questão". Ainda segundo a empresa, as informações adquiridas no poço serão utilizadas "para a calibração do modelo geológico para a região."

AE, Agencia Estado

21 de dezembro de 2010 | 10h30

A sonda Ocean Star iniciou as atividades no local em 30 de outubro e a perfuração atingiu uma profundidade total de 4.750 metros. O OGX-24 (1-OGX-24-RJS) está localizado no bloco BM-S-56, em águas rasas da Bacia de Santos, no qual a OGX detém 100% de participação.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleopoçoOGXBacia de Santos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.