Oi amplia investimento em infraestrutura de rede

Tecnologia que começou a ser implementada aumenta em até 57 vezes a capacidade de transmissão da tele

Mariana Sallowicz, O Estado de S. Paulo

20 Fevereiro 2015 | 22h02

RIO - Em meio ao forte crescimento do tráfego de dados pelos usuários, a Oi está ampliando os investimentos na expansão da infraestrutura da rede. A tele iniciou a implantação da tecnologia chamada OTN (Optical Transport Network, sistema de transporte óptico), em circuitos de 100 gigabytes (Gb), que amplia em até 57 vezes a capacidade de transmissão em seu backbone (espécie de espinha dorsal da rede de telecomunicações). 

Em meio a essa e outras ações, o volume de investimentos em infraestrutura em geral tem crescido trimestralmente, o que inclui também qualidade e expansão da cobertura 3G e 4G e melhoria de qualidade de acesso a banda larga, entre outros. Do total investido pela Oi no terceiro trimestre, 79,6% foram aplicados em infraestrutura, ante 74,5% no segundo trimestre. A tele informou que vai se tornar a primeira operadora da América Latina a utilizar os equipamentos OTN em circuitos de 100Gb. Esses circuitos cobrem uma extensão de 30 mil quilômetros de rede e atendem 12 capitais: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Vitória, Porto Alegre, Santa Catarina, Curitiba, Salvador, Fortaleza, Recife, Teresina e Brasília.

O projeto, uma parceria com a Alcatel-Lucent, está previsto para ser concluído no final do primeiro semestre de 2015. “Este projeto nos dará ainda mais capacidade e robustez para acomodar de maneira sustentável todo o crescente consumo de dados”, afirmou Pedro Falcão, diretor de desenvolvimento e engenharia de rede da Oi. A receita de dados da companhia para os clientes de varejo de telefonia móvel cresceu 27% no terceiro trimestre de 2014 em relação ao mesmo período de 2013.

Mais conteúdo sobre:
NegóciosOperadora Oi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.