Nacho Doce/Reuters
Nacho Doce/Reuters

Oi faz acordo com acionista para encerrar processos e garantir apoio à recuperação judicial

Oi informou que chegou a um entendimento com o grupo português Pharol para apoiar reestruturação da operadora

Reuters

09 de janeiro de 2019 | 10h32

 A Oi informou nesta quarta-feira, 9, que assinou acordo com o grupo português Pharol para encerrar processos judiciais abertos no Brasil, Portugal e em outras regiões e garantir apoio da acionista para seu plano de recuperação judicial.

A Pharol, um dos maiores acionistas da Oi, tinha aberto em novembro passado um processo contra a Oi em Lisboa cobrando da operadora brasileira em recuperação judicial indenização em dinheiro de cerca de € 2 bilhões.

Segundo comunicado da Oi ao mercado, o acordo com a Pharol prevê pagamento à empresa portuguesa de € 25 milhões e entrega de 33,8 milhões de ações da operadora brasileira que estão em tesouraria. A ação ordinária da Oi encerrou a R$ 1,38 na véspera e o papel preferencial a R$ 1,40.

Em troca, a Pharol tem que utilizar um mínimo de € 25 milhões para subscrever aumento de capital da Oi, previsto no plano de recuperação judicial, e dar voto favorável em todas as assembleias de acionistas relacionadas a medidas previstas na reestruturação do grupo brasileiro.

Além disso, o acordo prevê que a Oi terá um membro no conselho de administração da Pharol.

Mais conteúdo sobre:
Oirecuperação judicial

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.