Wilton Junior|Estadão
Wilton Junior|Estadão

Oi fecha acordo para comprar 20% de energia de usina de biogás

Operadora tem cerca de 50% da matriz de energia vinda de fontes renováveis, e a meta é aumentar o uso dessas fontes para 80% até o final de 2022 e chegar a 100% até 2025

Denise Luna, O Estado de S.Paulo

18 de janeiro de 2022 | 16h31

A operadora de telecomunicações Oi fechou acordo para comprar 20% da geração de energia da usina de biogás construída em Seropédica (RJ) pela Eva Energia. A planta está começando a operar este mês e vai ser inaugurada em fevereiro. Pelo contrato, a Eva vai fornecer 8,76 GWh por ano, energia suficiente para atender 6.000 domicílios.

A estimativa é de que a planta gere uma economia mensal de 40% nas contas de luz da Oi, garantindo uma redução de custo na casa dos R$ 2,5 milhões ao ano. "Com a aquisição, a Oi passa a contar com biogás entre as fontes renováveis que compõem sua matriz de energia, ao lado de biomassa, solar e hídrica", informou a companhia.

A Oi tem cerca de 50% da matriz de energia vinda de fontes renováveis, e a meta é aumentar o uso dessas fontes para 80% até o final de 2022 e chegar a 100% até 2025.

Pelo acordo firmado com a Eva, a cada mês, a energia que a Oi vai receber da usina de biogás será injetada na rede da concessionária de energia que atende a companhia no município do Rio de Janeiro. Com isso, as 1.819 unidades da Oi atendidas pela concessionária terão desconto em fatura proporcional à quantidade de energia injetada pela usina.

Tudo o que sabemos sobre:
Oitelefoniatelefonia celular

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.