ONU prevê oportunidades lucrativas no setor de biocombustível

Preocupações ambientais, aliadas à demanda por energia, despertou investidores a explorar esses novos setores

Jamil Chade, do Estadão,

04 de outubro de 2007 | 18h43

A Organização das Nações Unidas (ONU) prevê oportunidades de investimentos cada vez mais lucrativas no setor de biocombustíveis. Segundo o levantamento realizado com cerca de 200 empresas multinacionais, um número crescente de companhias indica que investirá em biocombustíveis, como o caso da Grupo Activos (da Espanha), que planeja a construção de usinas em Portugal, Brasil e Uruguai. Segundo a ONU, as preocupações ambientais, aliadas à demanda por energia, despertou investidores a explorar esses novos setores. De fato, os investimentos em energia renovável passaram de US$ 7 bilhões em 1995 para US$ 37 bilhões em 2005. De acordo com o levantamento, a tendência deve continuar, incluindo uma série de investimentos em energia solar e eólia na Europa. A ONU ainda prevê uma onda de investimentos em produtos manufaturados que sejam ambientalmente corretos, como no setor do papel e veículos com novos motores. Os serviços ambientais também surgem como uma nova oportunidade de investimentos, como no caso de serviços de reciclagem e tratamento de água.  O levantamento chega a citar o caso da empresa brasileira TSL Engenharia Ambiental que abriu uma planta de reciclagem na Espanha. Além de energia, a alta nos investimentos nos próximos três anos deve ocorrer no setor primário, em serviços e alimentos.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUbiocombustíveis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.