Opep pode optar pelo euro em vez do dólar, mas levaria tempo

A Opep eventualmente poderia substituir odólar pelo euro nos negócios com petróleo, mas a possívelmudança demoraria para ser concretizada, afirmou osecretário-geral da organização, Abdullah al-Badri, ementrevista a uma publicação especializada. "Talvez possamos definir o valor do petróleo em euro",afirmou Badri, de acordo com a revista Middle East EconomicDigest (MEED). "Isso poderia ser feito, mas levaria tempo." A Reuters obteve uma cópia antecipada da entrevista, queserá publicada na próxima edição da revista. "Badri diz à MEED que o cartel de produtores pode optarpelo euro dentro de uma década para combater o declínio dodólar", informou a revista. "Demorou duas guerras mundiais e mais de 50 anos para que odólar se tornasse a moeda dominante. Agora estamos vendo outraforte moeda se estabelecendo, que é o euro", afirmou odirigente da Organização dos Países Exportadores de Petróleo. O Irã, em enfrentamento com o Ocidente devido ao seuprograma nuclear, e a Venezuela têm pedido à Opep que abandoneo dólar e talvez defina o preço do petróleo com base em umacesta de moedas. Mas eles não obtiveram muito êxito no pedido até o momento,apesar da forte queda do dólar ante várias moedas no mundo emmeio a preocupações com a saúde da economia norte-americana. Pelo fato de o preço do petróleo ser estipulado em dólares,a fraqueza da moeda tem prejudicado o poder de compra dospaíses produtores. (Texto de Firouz Sedarat)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.