Opep vê queda de 870 mil bpd na demanda por seu petróleo em 2009

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) reduziu na quarta-feira sua estimativa para a demanda mundial em 2009 do petróleo que produz, em meio às expectativas sobre a reunião no mês que vem do grupo para avaliar cortes de produções, em uma tentativa de elevar os preços. Em um relatório mensal, a Opep afirmou estimar que a demanda em 2009 por seu petróleo será de 31,14 milhões de barris diários. Isso representa uma redução de 190 mil bpd ante o relatório do mês passado e de 870 mil bpd ante a estimativa de demanda em 2008. A produção da Opep em setembro teve média de 32,16 milhões de bpd, queda de 310 mil bpd ante o mês anterior. O relatório da Opep pode sugerir que o grupo precisa reduzir a produção em 1 milhão de bpd em relação ao nível de produção de setembro para cumprir a demanda média no ano que vem, apesar de a demanda sazonal normalmente aumentar durante o inverno do hemisfério norte. Ministros da Opep convocaram uma reunião de emergência para 18 de novembro, após a queda nos preços do petróleo ante o recorde de 147 dólares o barril em julho, ao mesmo tempo em que investidores correram para realizar alavancagens nos mercados financeiros e o panorama do crescimento econômico global piorava. Nesta quarta-feira, por volta das 11h30, o petróleo era negociado a 75,57 dólares o barril, uma queda de quase 3 por cento me relação ao fechamento de terça-feira. A Opep explicou que sua previsão foi baseada em uma redução do crescimento econômico mundial para 3,8 por cento neste ano e 3,3 por cento em 2009.

RICHARD MABLY, REUTERS

15 Outubro 2008 | 11h50

Mais conteúdo sobre:
ENERGIA OPEP DEMANDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.