Orçamento da defesa sanitária sobe para R$ 150 mi em 2005

Esteio, 3 - O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, divulgou há pouco que o orçamento para a defesa sanitária em 2005 está previsto em R$ 150 milhões, que ainda poderá ser acrescido de mais recursos, por meio da aprovação de emendas que estão sendo negociadas com parlamentares. Em 2004, Rodrigues lembrou que o ministério dispõe de R$ 67 milhões para defesa sanitária, mas foram alocados mais R$ 44 milhões por meio de medida provisória. O ministro também informou que será feito um convênio no valor de R$ 400 mil para reforçar a proteção contra o contrabando em Mato Grosso do Sul, "pois as atividade ilegais podem servir de porta de entrada para a febre aftosa", disse. As informações foram divulgadas na abertura do Fórum de Sanidade Animal - Cooperação entre Fronteiras, durante a 27ª Exposição Internacional de Animais, Máquinas, Implementos e Produtos Agropecuários (Expointer), que ocorre em Esteio (RS). Na abertura do evento, Rodrigues também comentou que o governo está analisando o programa de rastreabilidade bovina dentro de três critérios. Ele informou que será mantida a obrigatoriedade de se rastrear os animais, "que é uma demanda do mercado internacional", justificou. Com a rastreabilidade o ministério também tenta valorizar os animais com identificação. Por fim, Rodrigues disse que o governo não será guarda-chuva para criação de cartórios, sem detalhar este ponto. O ministro participa no momento da reunião do Fórum Mercosul dos Produtores de Soja. Em seguida, está programada uma entrevista coletiva com o ministro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.