Orçamento de Obama reduz índices, setor de saúde sofre

Os mercados acionários dos Estados Unidos caíram numa sessão volátil nesta quinta-feira, à medida que investidores liquidaram ações de empresas de saúde, como a Merck & Co, com preocupações de que a proposta orçamentária do presidente Barack Obama possa sufocar os lucros do setor. O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York recuou 1,22 por cento, para 7.182 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 2,38 por cento, para 1.391 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 1,58 por cento, para 752 pontos. Uma série de dados ruins sobre a economia somou-se ao pessimismo, estimulando os investidores a vender ações de grandes companhias como McDonald's e Coca-Cola, que desvalorizaram-se cerca de 3 por cento. O plano de Obama para expandir a cobertura de saúde e frear custos pressupõe cortes nos pagamentos do programa governamental de assistência à saúde a seguradoras privadas, a permissão para que os consumidores comprem medicamentos mais baratos e empecilhos para que as empresas farmacêuticas façam acordos que impeçam a competição. As ações da Merck foram as que mais pesaram sobre o índice Dow Jones, caindo 6,7 por cento, a 26,04 dólares. Os papéis de seguradoras de saúde também fecharam em baixa, incluindo os da Humana, que perderam 19,5 por cento, valendo 23,64 dólares. "Eles estão certamente pretendendo prestar atendimento de saúde a todos, mas para pagar isso eles estão obviamente procurando reduzir as receitas de algumas das companhias de saúde", disse Peter Jankovskis, diretor de pesquisa na OakBrook Investments LLC em Lisle, Illinois. Adicionando pressão, as ações financeiras reduziram os ganhos depois que um relatório mostrou que o número de bancos problemáticos nos Estados Unidos aumentou fortemente no quarto trimestre, apagando o otimismo com a perspectiva de um outro pacote do governo para o setor. As ações do Citigroup caíram 2.4 percent, a 2,46 dólares. (Reportagem de Leah Schnurr e Chuck Mikolajczak)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.