OSX e OGX querem que processos de recuperação judicial corram juntos

Alegação é que, embora sejam independentes, empresas de Eike Batista sempre atuaram de forma integrada e que grupo OSX é um dos maiores credores da OGX 

Mariana Durão e Vinicius Neder, da Agência Estado,

11 de novembro de 2013 | 19h25

No pedido de recuperação judicial da OSX - que inclui a OSX Brasil, a OSX Construção Naval e a OSX Serviços Operacionais Ltda - os advogados das companhias pedem que o processo seja encaminhado para a 4ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, que já cuida da recuperação judicial da OGX.  

A justificativa é que, embora sejam independentes, as empresas de construção naval e petróleo de Eike Batista sempre atuaram de forma integrada e o grupo OSX é um dos maiores credores da OGX.

A posição relevante da OSX na lista de credores da OGX é frisada na petição inicial da recuperação da OSX.

O objetivo de manter os processos com o mesmo juiz é buscar decisões coordenadas e evitar decisões contraditórias ou prejudiciais aos processos.

Segundo o documento assinado pelo escritório Galdino Carneiro Advogados, "as decisões judiciais e assembleares acerca do Grupo OGX tendem a influenciar diretamente as possíveis soluções a serem adotadas para a superação da momentânea crise financeira do Grupo OSX". Os sócios do escritórios assessoraram a Energisa no processo de recuperação judicial do Grupo Rede.

Tudo o que sabemos sobre:
OSXOGXrecuperação judicial

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.