Reprodução|PagSeguro
Reprodução|PagSeguro

PagSeguro levanta US$ 2,7 bi em IPO nos Estados Unidos

Segundo fonte, demanda por papéis da empresa brasileira de meios de pagamento chegou a dez vezes o tamanho da oferta

Reuters

24 de janeiro de 2018 | 09h24

A empresa brasileira de meios de pagamento PagSeguro Digital levantou US$ 2,7 bilhões na terça-feira em sua oferta pública inicial de ações em Nova York, em meio ao aumento do otimismo do investidor com a recuperação econômica brasileira, afirmou uma pessoa com conhecimento direto do assunto.

A PagSeguro precificou suas ações em US$ 21,50 acima da faixa de preço estabelecida de US$ 17,50 a 20,50, com a demanda chegando a cerca de dez vezes o tamanho da oferta. As ações vão estrear na Bolsa de Valores de Nova York nesta quarta-feira.

A forte demanda permitiu aos coordenadores elevarem o tamanho da oferta em 35% por meio do exercício de opções que permitiram que a empresa e os acionistas vendessem ações adicionais, segundo a fonte. A PagSeguro não respondeu imediatamente aos pedidos de comentários.

A listagem é a maior por uma empresa brasileira desde abril de 2013, quando o Banco do Brasil SA listou sua unidade de seguros BB Seguridade Participações SA. O IPO da PagSeguro foi liderada pelos bancos de investimento Goldman Sachs & Co e Morgan Stanley.

+ Ex-sócio da Estácio faz aquisição de curso pré-vestibular e avalia IPO

Rival da PagSeguro, a Stone Pagamentos também está planejando um IPO em Nova York, com expectativa de realizar a operação no segundo semestre deste ano, afirmaram fontes à Reuters na semana passada. Na ocasião, as fontes afirmaram que a empresa aguardava a precificação do IPO da PagSeguro para prosseguir com os planos de oferta de ações.

Tudo o que sabemos sobre:
PagSeguro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.