Painel indicado pelo Google inicia tour na Europa para debater direitos de privacidade

O principal tribunal da UE decidiu que as pessoas têm o direito de solicitar que informações pessoais antigas que deixam de ser relevantes sejam removidas dos resultados de pesquisa na Internet

JULIA FIORETTI E ROBERT HETZ, REUTERS

09 de setembro de 2014 | 19h01

Um painel de especialistas nomeados pelo gigante de buscas Google para ajudar a implementar uma decisão judicial sobre direitos de privacidade fez uma reunião em Madri nesta terça-feira, a primeira de uma turnê de sete paradas para reunir as visões dos peritos europeus sobre o assunto.

O principal tribunal da União Europeia decidiu em maio que as pessoas têm o direito de solicitar que informações pessoais antigas que deixam de ser relevantes sejam removidas dos resultados de pesquisa na Internet.

O julgamento tem colocado partidários da liberdade de expressão contra os defensores da privacidade que estão alarmados que empresas de busca como Google, Microsoft e Yahoo estejam em posição de julgar quais informações pessoais permanecem acessíveis.

O Google já ficou sob fogo dos reguladores por seu tratamento aos pedidos ao "direito a ser esquecido", as quais ele diz receber milhares a cada mês.

O painel que embarcou na turnê de dois meses é formada pelo diretor jurídico do Google, David Drummond, e o presidente Eric Schmidt, além de oito membros de fora da empresa, incluindo o fundador Wikipedia, Jimmy Wales, um ex-ministro da justiça ministro e dois acadêmicos.

O grupo irá compilar as suas conclusões em um relatório que apresentará à empresa no início do próximo ano.

A reunião de Madri contou com oito peritos espanhóis. Muitos deles, incluindo o chefe da Associação Espanhola de Profissionais de Privacidade, questionaram se uma empresa privada, como o Google, que detém mais de 80 por cento do mercado de busca da Europa, deve fazer julgamentos com impacto sobre o acesso do público à informação.

(Reportagem adicional de Leila Abboud em Paris)

Tudo o que sabemos sobre:
TECHGOOGLEPRIVACIDADE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.