País cria 196 mil vagas em abril, informa o Caged

No acumulado do primeiro quadrimestre, houve criação líquida de empregos formais de 461.709 vagas, sem ajuste 

Anne Warth, da Agência Estado,

21 de maio de 2013 | 15h01

BRASÍLIA - O saldo líquido de empregos formais gerados em abril foi de 196.913 vagas, o pior resultado para o mês desde 2009, quando foram geradas 106.205. Os dados foram divulgados há pouco pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O saldo de abril é resultado de 1.938.169 admissões e de 1.741.256 demissões. O resultado ficou dentro das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções (180.200 a 230.000 vagas), mas abaixo da mediana (207.500 vagas).

No acumulado do primeiro quadrimestre, houve criação líquida de empregos formais de 461.709 vagas, sem ajuste, e de 549.064, com ajuste.

A geração de empregos em abril foi 9,24% menor do que em abril de 2012, pela série sem ajuste. Na série com ajuste, houve queda de 25,30% em relação a abril do ano passado.

Confira a série de geração líquida de empregos do mês de abril, sem ajuste.

2012: 216.974

2011: 272.225

2010: 305.068

2009: 106.205

2008: 294.522

2007: 301.991

2006: 229.803

2005: 266.095

2004: 187.547

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.