Para governo, valor bruto da produção agrícola crescerá 3,2% em 2010

O valor bruto da produção exclui os gastos com frete e a inflação

Fabíola Salvador, da Agência Estado,

26 de março de 2010 | 11h47

O Ministério da Agricultura reafirmou nesta sexta-feira, 26, que o Valor Bruto da Produção (VBP) do setor agrícola deve somar R$ 161 bilhões em 2010, crescimento de 3,2% em relação ao resultado de 2009. O VBP indica o valor da produção "dentro da porteira", ou seja, excluindo os gastos com frete e a inflação.

 

Em nota, o coordenador de Planejamento Estratégico do Ministério da Agricultura, José Gasques, lembrou que 2010 pode ser "especialmente favorável" para a agricultura, pois vem demonstrando recuperação de parte das perdas ocorridas no ano passado.

 

Ele explicou que deve haver aumento expressivo da produção de grãos em 2010. A mais recente estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) indica colheita de 143,95 milhões de toneladas de grãos na safra 2009/10, crescimento de 6,5% em relação à safra anterior.

 

O coordenador afirmou, ainda, que a renda da agricultura brasileira passou por grandes mudanças nos últimos três anos. Nesse período, segundo ele, vários fatores afetaram os resultados econômicos do setor, como a situação de preços altos dos produtos agrícolas em 2007 e 2008, a crise financeira mundial e os fatores climáticos que influenciaram a safra em 2009.

 

Os preços dos grãos no mercado interno e no exterior atingiram níveis superiores a seus preços históricos em 2007 e 2008. Em valores monetários, o aumento do valor da produção entre um ano e o outro foi de R$ 20,84 bilhões. Os preços da soja, milho, arroz e trigo ilustram bem a conjuntura de preços altos do período, ressaltou.

 

Ele lembrou que a crise financeira internacional, de 2008, provocou oscilação dos preços agropecuários. "Além disso, houve redução da demanda internacional para grãos e carnes, em particular", disse. Mesmo assim, o VBP foi de R$ 163,64 bilhões, em 2008, crescimento de 14,6%.

Tudo o que sabemos sobre:
agriculturaexportaçãoprodução

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.