PDG tem prejuízo de R$ 73,812 milhões no 1º trimestre

A PDG Realty, do setor imobiliário, apresentou prejuízo líquido de R$ 73,812 milhões no primeiro trimestre de 2013, revertendo o lucro de R$ 32,475 milhões registrado no mesmo período de 2012. O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) atingiu R$ 150,224 milhões, queda de 32% na mesma base de comparação. A margem Ebitda ficou em 11,1%, recuo ante a margem de 15,0% no primeiro trimestre de 2012. A receita líquida totalizou R$ 1,350 bilhão, baixa de 9%, de acordo com resultados sem o IFRS 10.

LUCAS HIRATA E CIRCE BONATELLI, Agencia Estado

10 de maio de 2013 | 09h32

Os lançamentos da PDG Realty totalizaram R$ 388 milhões no período, resultado que representa queda de 65% em relação aos mesmos meses de 2012. As vendas atingiram R$ 881 milhões, recuo de 51% na mesma base de comparação. Apesar da queda na comparação anual, os resultados operacionais mostraram melhora na comparação com o fim de 2012.

Por exemplo, os lançamentos foram 52,2% maiores que no quarto trimestre, enquanto as vendas tiveram alta de 135%. Os cancelamentos de vendas no começo deste ano totalizaram 8.758 unidades. A PDG informou que já vendeu 72% das unidades distratadas nos 12 meses anteriores, com ganho de preço na ordem de 17%.

Vendas

A velocidade de vendas (total de unidades vendidas dentre o total lançado e em estoque) nos últimos 12 meses foi de 42% no primeiro trimestre. O número já é líquido de distratos. O estoque total a valor de mercado fechou o trimestre em R$ 5,245 bilhões, o que representa um crescimento de 5,5% em relação a um ano antes.

A PDG concluiu obras referentes a 12,2 mil unidades no primeiro trimestre, o que equivale a aproximadamente 50% do ponto mínimo da estimativa da companhia para 2013, que vai de 24 mil a 28 mil unidades. Dessas 12,2 mil concluídas, 4.051 unidades já foram averbadas, sendo 53% dentro do programa Minha Casa, Minha Vida, com repasse de clientes para o financiamento imobiliário ainda na planta.

As despesas comerciais, gerais e administrativas da empresa totalizaram R$ 172,3 milhões no primeiro trimestre, já considerando o padrão contábil IFRS 10. O montante representa queda de 8% ante o mesmo trimestre de 2012.

Dívida líquida

A dívida líquida da PDG Realty atingu R$ 6,275 bilhões no primeiro trimestre de 2013, 5% mais do que no quarto trimestre de 2012. No período, a alavancagem (relação entre dívida e patrimônio líquido) subiu para 126,9%, de 119,6%. No fim do primeiro trimestre, a PDG tinha R$ 1,833 bilhão em caixa e equivalentes. A empresa apresentou despesa financeira líquida de R$ 84,5 milhões entre janeiro e março deste ano, aumento de 163% ante o mesmo período de 2012. Os números já levam em conta o padrão contábil IFRS 10.

Tudo o que sabemos sobre:
PDGbalanço1º trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.