Pepsico espera vendas estáveis em 2014

O presidente da divisão de bebidas da América Latina Sul da Pepsico, Vasco Luce, disse que a indústria de refrigerantes está otimista em relação ao ano de 2014 e espera, pelo menos, uma estabilidade nas vendas ante 2013. "Apesar de ainda estar um pouco cedo para mensurar, o setor aposta em uma estabilidade. O segmento apresentou queda nos dois últimos anos e esse anos esperamos uma melhora", declarou, em entrevista ao Broadcast, serviço de informações da Agência Estado.

SUZANA INHESTA, Agencia Estado

18 de fevereiro de 2014 | 07h36

O executivo disse que há vários fatores que ajudarão nas vendas: o começo do ano com um clima mais quente, que alavancou vendas não só de Pepsi, mas de isotônicos (Gatorade) e outros (H2OH!, chás); eventos esportivos, eleição e a postergação do aumento de impostos, preservando os valores dos itens no período de mais venda para o setor. "Esse início do ano está ótimo em vendas", comentou, ao falar do início de 2014, mas sem dar porcentual de aumento em receita e comercialização.

Luce participou do evento em comemoração de um ano do "Movimento por um Futebol Melhor" na noite de segunda-feira, 17. A Pepsico é uma das 14 empresas apoiadoras do programa. Segundo ele, neste período, a empresa vendeu aproximadamente 1,4 milhão de itens somente com essa iniciativa, com mais de 10 marcas. Para este ano, além dos descontos, a Pepsico quer melhorar a comunicação do programa, com a estampa do selo nas embalagens de seus produtos. "Começaremos com Gatorade", adiantou.

Tudo o que sabemos sobre:
Pepsico2014

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.