Petrobras anuncia 2 novas descobertas de petróleo em Angola

A Petrobras informou nesta quinta-feira duas novas descobertas de petróleo no bloco 15/06 em águas profundas de Angola.

REUTERS

18 de fevereiro de 2010 | 11h32

A estatal brasileira possui 5 por cento de participação no bloco, cuja operadora é a Eni Angola, com 35 por cento.

Os outros parceiros do bloco são Sonangol P&P (15 por cento), SSI Fifteen Limited (20 por cento), Total (15 por cento), Falcon Oil Holding Angola AS (5 por cento) e Statoil Angola Block 15/06 AS (5 por cento).

Não foram informados volumes recuperáveis do local.

A Petrobras explicou que a descoberta é resultado da perfuração dos poços Nzanza-1 e Cinguvu-1, situados cerca de 350 quilômetros a noroeste da cidade de Luanda, em profundidade de água de cerca de 1.400 metros.

Durante os testes de produção, o poço Nzanza-1 produziu óleo com uma densidade de 18 graus API, a uma vazão superior a 1.600 barris por dia. No poço de Cinguvu-1, o teste de produção atingiu uma vazão de até 6.400 barris por dia de óleo de 23 graus API, ou seja, de maior qualidade comercial.

Segundo a Petrobras, o bloco 15/06 já contabiliza cinco descobertas de óleo, incluindo os poços Cabaça Norte-1, Sangos e Ngoma, além dos poços Nzanza-1 e Cinguvu-1. Está programada a perfuração de poços exploratórios adicionais ao longo de 2010.

(Por Camila Moreira)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIA, PETROBRAS, ANGOLA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.