Petrobras anuncia aumento dos combustíveis; Cide cai

A Petrobras anunciou nestaquarta-feira o reajuste de 10 por cento para o preço dagasolina e de 15 por cento para o do diesel, o primeiro aumentodos combustíveis no Brasil desde setembro de 2005. Os reajustes nos combustíveis passarão a vigorar a partirdo dia 2 de maio, de acordo com nota da estatal à Comissão deValores Mobiliários (CVM). "Esse reajuste foi definido pela Companhia levando emconsideração um novo patamar internacional de preço dopetróleo, em uma perspectiva de médio e longos prazos, e estáem linha com as premissas definidas no Plano Estratégico daPetrobras de manter parametrizados os preços dos derivados aomercado internacional", disse a nota. Logo após o anúncio da Petrobras, o ministro da Fazenda,Guido Mantega, informou em Brasília que o governo decidiureduzir a taxação sobre os combustíveis para eliminar para osconsumidores, nas bombas, o impacto da alta do preço dagasolina e do diesel nas refinarias. A redução, no caso, será feita no percentual da incidênciasobre os combustíveis da Contribuição de Intervenção no DomínioEconômico (Cide), uma tarifa criada inicialmente para levantarrecursos para a recuperação de estradas. No caso da gasolina, a Cide vai cair dos atuais 28 centavosde real por litro para 18 centavos por litro. No diesel, aredução vai ser dos atuais 7 centavos para 3 centavos porlitro. Na última vez em que houve aumento de gasolina no Brasil,em setembro de 2005, os contratos futuros de petróleo nosEstados Unidos eram cotados ao redor de 65 dólares o barril. Entretanto, desde o início do ano, os preços da commodityvêm batendo recordes depois de ultrapassar os 100 dólares emfevereiro e já chegaram a atingir 120 dólares. Nestaquarta-feira, o petróleo nos EUA fechou a 113,55 dólares obarril. Na semana passada o presidente Luis Inácio Lula da Silvaadmitiu que havia uma discrepância entre os valoresinternacionais do petróleo e o preço da gasolina no Brasil. A Petrobras é responsável pelos ajustes dos combustíveis nopaís porque é a única que possui refinarias. Ela anunciou naquarta-feira um ajuste de 6,6 por cento para o querosene deaviação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.